Como escolher Programas de Formação?

Certamente você já passou por momentos em que questionou sua atuação como profissional. Perguntas do tipo: “Vale a pena o que estou fazendo?”, “Meu trabalho está agregando algo?”, “Os resultados que alcanço são suficientes para minha empresa?” e “Estou preparado para os desafios de hoje?” são muito comuns e eternizam a contínua busca pela “felicidade ou realização profissional”.

Em um mundo de mudanças, “profissões”, “cargos”, “funções” passam a ser cada vez menos relevantes se pensarmos nos resultados entregues, se não vejamos:

O que é mais importante para uma empresa?

a) Um gestor de alto escalão que não entrega os resultados esperados ou
b) Um operador que mantém suas atividades em dia e com qualidade

Embora possa parecer fácil essa resposta, há necessidade de aprofundarmos a análise para entendermos a causa do insucesso do gestor de alto escalão. Além disto, que valor ele agrega para a organização mesmo não entregando os resultados esperados.

Independentemente de sua resposta à questão anterior, ambos devem periodicamente buscar atualização de conceitos pois, como descrito anteriormente, o mundo está mudando e as teorias e práticas de ontem, não são mais aplicáveis hoje.

Dado o cenário anterior, como escolher um programa de formação que gere valor e que mantenha um profissional atualizado? A seguir cito três pontos que sempre devem ser levados em consideração na escolha de um programa de formação:

  • Conteúdo – você não vai investir em um programa de formação que não contemple conteúdo de seu interesse. Busque programas que contenham assuntos relacionados às atividades que você exerce, potencializando seu conhecimento e experiência.
  • Instituição – contratar uma empresa especializada em gestão patrimonial não lhe trará conhecimento em gestão da qualidade. A escolha da instituição / empresa que elaborou o programa de formação deve ser condizente com o conteúdo procurado por você.
  • Instrutor – boa aparência e boa oratória não garantem aprendizado. Investigue se o instrutor tem experiência. Procure depoimentos e opiniões de quem já trabalhou com esse profissional. Procure na internet informações sobre o profissional. O profissional tem experiência prática ou é um teórico de carteirinha? O mercado está cheio de oportunistas.

Obter qualificação ou conhecimento não é tão fácil assim. É preciso estudar. Não espere mudança em sua vida profissional, trabalhando na zona de conforto. Enfrente novos desafios. Invista em novos aprendizados. Analise conceitos e práticas diferentes daqueles que você acredita há mais de uma década. Acerte e erre mas, acima de tudo, procure estar perto de pessoas que tem mais experiência e sabem mais do que você. São essas pessoas que irão lhe causar mais incômodo e que lhe farão pensar além.

Sucesso!

 

Sobre o autor:

Ivan Gonçalves
Consultor e auditor da Qualidade

Especialista em Gestão Industrial pela FAE/CDE e em Engenharia da Produção pela PUC/PR. Auditor Líder para Sistema de Gestão da Qualidade (ISO 9001). Auditor do ABS Quality Evaluations desde 2006. Desenvolve estudos para disseminar a qualidade nas empresas.

Linkedin

Teste grátis a ferramenta para gestão da qualidade Qualyteam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *