4 sinais que sua empresa precisa revisar processos

Uma das características do mercado atual é a rapidez com que as coisas mudam, obrigando as organizações a se adaptarem para sobreviver. Porém, esse não é o único momento de revisar processos na empresa.

Existem diversas situações que demandam uma reavaliação dos procedimentos e forma de atuação. Para você entender melhor sobre a necessidade de revisar processos no seu negócio, listamos algumas situações para serem observadas. Confira!

Por que revisar processos na empresa?

A revisão dos processos internos serve para analisar a efetividade das ações e para redirecionar a atuação da organização. A avaliação dos procedimentos e a correção das oportunidades beneficia a empresa de diversas maneiras.

São exemplos de vantagem competitiva para a companhia: economia de recursos, redução de gastos, melhoria na produtividade, melhoria na qualidade do atendimento ao cliente e agilidade dos processos.

A seguir, veja em quais momentos deve-se revisar processos.

1. Economia retraída

Em momentos de retração da economia, a empresa precisa voltar sua ação para a redução de custos e geração de valor para o cliente. A organização que não agir diante de momentos de crise econômica terá seus resultados prejudicados.

O ideal é voltar suas atenções para o atendimento ao consumidor e à redução de gastos para aumentar a lucratividade a fim de garantir que a empresa terá capital para cumprir com suas obrigações.

2. Baixa produtividade

A produtividade é um importante indicador de gestão de pessoas. Quando esse índice está negativo, significa que existe uma barreira de desenvolvimento dos colaboradores que precisa ser quebrada antes que os resultados fiquem ainda mais prejudicados.

Desmotivação, falta de treinamento para realizar as funções, clima organizacional ruim, má comunicação entre gestores e liderados e equipamentos com problemas são exemplos de situações que prejudicam a produção de um setor.

Para lidar com a baixa produtividade, o gestor deve mapear e avaliar as ações de gerenciamento de recursos humanos para conseguir identificar o que está levando o grupo a ter um desempenho abaixo do esperado.

3. Alto número de acidentes no trabalho e doenças ocupacionais

Os acidentes que acontecem dentro do ambiente de trabalho, na maioria das vezes, estão relacionados à falta de treinamento da equipe para desempenhar as tarefas com segurança ou falta de inspeção dos processos.

Já as doenças ocupacionais, muito comuns em ambientes estressantes e de movimentos repetitivos, podem ser evitadas a partir de uma análise ergonômica das tarefas de cada setor.

Juntos, esses dois problemas aumentam os custos da empresa, pois existe um gasto com funcionários afastados, com a contratação de novos colaboradores para ocupar o lugar de quem está ausente e a organização ainda corre o risco de pagar multas e lidar com processos trabalhistas.

4. Estoque sem giro

Quando uma companhia investe em matéria-prima e produtos para venda, ela conta que esses itens terão uma saída rápida. No entanto, a falta de giro do estoque traz problemas financeiros e de vendas para uma empresa.

Produto parado no estoque significa que existe um capital que também está parado e que diminui a capacidade de crescimento, fazendo com que a organização perca oportunidades (compra de um imóvel ou equipamentos, contratação de pessoas, etc).

Um software de gerenciamento de estoque mal utilizado ou ultrapassado, a falta de inventário, problemas de logística, de atendimento ao cliente e dificuldade em acertar na demanda podem ser apontados como principais oportunidades na falta de giro.

Agora que você já sabe quais são os benefícios de revisar processos na empresa, que tal conferir as vantagens de montar um setor de qualidade interna para lidar com falhas e garantir que os procedimentos estejam dentro do padrão?

Teste grátis a ferramenta para gestão da qualidade Qualyteam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.