Quais os principais erros ao tentar implementar a ISO 9001?

Para ter sucesso na implementação da ISO 9001, as empresas precisam incorporar os princípios da qualidade em todos os seus processos, produtos e serviços. Essa atitude depende da conscientização de todos os colaboradores e do desenvolvimento da cultura da qualidade, que precisa se tornar um hábito diário, que se faz com naturalidade.

A construção civil é um setor produtivo que enfrenta grandes desafios no momento de implementar a gestão da qualidade. Esses desafios geram entraves e erros no cumprimento dos requisitos do sistema de gestão da qualidade, que podem ocasionar a perda da certificação ISO 9001. Dentre eles, podemos citar:

Baixa produtividade do setor

Esse fato gera resistência nos gestores e subempreiteiros da obra para liberação das equipes para os treinamentos do sistema de gestão da qualidade e para a dedicação de tempo para realização dos controles de rastreabilidade, validação e liberação de etapas produtivas.

Falta de conhecimento do mercado

Muitas construtoras definem os produtos a serem ofertados sem se basear em pesquisas de necessidades e/ou expectativas de mercado, o que dificulta a evidenciação da análise crítica de requisitos relacionados ao produto.

Inexperiência no planejamento do negócio

Algumas construtoras realizam o planejamento somente das obras individuais e não têm a cultura de planejar o negócio. Isso se deve à falta de capacitação gerencial para analisar tendências de mercado, traçar perspectivas de futuro e identificar oportunidades que favoreçam o crescimento da empresa.

Na revisão 2015 da ISO 9001, essa capacitação será fortemente requerida, especialmente, para a determinação do contexto da organização, o entendimento das necessidades e as expectativas das partes interessadas, e para definição de ações para abordar riscos e oportunidades.

Alta rotatividade de pessoal

Quando o intervalo de tempo entre o término de uma obra e o início de outra é grande, geralmente as construtoras dispensam todos os operários e técnicos, perdendo todos os treinamentos e todo o trabalho de desenvolvimento da cultura de qualidade.

O sistema de gestão da qualidade tem que ser implementado ciclicamente a cada nova obra, e todos os erros têm que ser contornados e corrigidos repetidamente.

Baixa escolaridade

As equipes produtivas da obra que realizam os processos críticos de produção têm baixa escolaridade e, geralmente, grande resistência a mudanças na metodologia de trabalho. Isso requer um supervisionamento constante para reduzir ocorrências de não conformidade nos produtos, processos e serviços.

Baixa qualidade dos insumos

Os compradores e os gestores de uma construtora precisam ficar muito atentos à qualidade dos insumos que serão aplicados na construção. Insumos de baixa qualidade geram não conformidades no produto e retrabalhos, com consequentes prejuízos financeiros, além de causar atrasos na obra.

Implementar o sistema de gestão da qualidade ISO 9001 na construção civil requer a superação de muitos desafios. Quando o processo é bem conduzido, a conformidade dos produtos e serviços e o aumento da satisfação do cliente são assegurados, os processos internos são melhor gerenciados e a construtora ganha maior credibilidade no mercado, dentre outros benefícios.

Gostou deste post? Então curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de outros conteúdos como este!

Teste grátis a ferramenta para gestão da qualidade Qualyteam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.