Por dentro da mudança da OHSAS 18001 para ISO 45001

Em junho do ano passado foi aprovada a minuta da ISO 45001, uma norma de caráter internacional que pretende auxiliar diversas organizações a melhorar a performance e as práticas relativas à segurança e à saúde no trabalho. Muito embora a OHSAS 18001 já seja uma norma voltada à regulamentar a questão, a ISO 45001 inova, trazendo uma abordagem mais integrada e alinhada com a gestão de riscos e oportunidades.

A ISO 45001 ainda está em fase de revisão e é possível opinar diretamente sobre o seu texto. A norma deverá entrar em vigor no final de 2016 apenas.

Acidentes do trabalho e normatização

Os números que formam as estatísticas de acidentes de trabalho no mundo são preocupantes. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), anualmente cerca de 337 milhões de acidentes do trabalho não fatais ocorrem no mundo. Somado a este cenário, a cada ano cerca de 16 milhões de novos casos relacionados à doenças do trabalho surgem. A regulamentação e a normatização visando diminuir o número de acidentes, portanto, é necessária para alcançar os novos desafios que não estão contemplados pela OHSAS 18001.

A minuta da ISO 45001 foi elaborada para integrar sistemas de gestão já existentes, promovendo assim, o complemento à esses aspectos relacionados à segurança, bem estar e saúde do empregado.Outro ponto importante é que a nova norma também se adeque a outras do Sistema ISO, como é o caso da ISO 9001 e ISO 14001.

Transição

A ISO  45001 deve estar vigente somente a partir de outubro deste ano. Até lá a minuta está aberta para comentários para que possa ser aperfeiçoada. Muito embora a ISO 45001 tenha sido baseada em inúmeros aspectos da OHSAS 18001, o futuro dessa norma é a revogação.

As empresas que contam com o certificado OHSAS 18001, no entanto, não precisam se preocupar já que após a edição da ISO 45001 haverá um período de transição com diretrizes específicas da nova ISO para adequarem-se às diretrizes dessa norma.

As práticas do passado

Para sua elaboração, a ISO  45001 teve como base tanto aspectos históricos como evolução das normas, que permitiram que a gestão fosse feita, especialmente em grandes empresas. Essas práticas fizeram com que o conteúdo da norma fosse melhor apurado e baseado no senso prático, para que se mantivesse aplicável dentro do contexto das empresas.

Em termos técnicos, a nova ISO não traz qualquer inovação, porém hoje ela representa uma ferramenta integrada que interage com outros sistemas de certificação, visando assim, promover práticas sinérgicas que possam entre si gerar mais resultados. A ISO 45001 é uma ferramenta que deve ser integrada aos demais sistemas, para que possa ser aplicada em escala global de gestão empresarial e, não apenas, como um sistema separado. Os aspectos de segurança e saúde do trabalho devem ser adaptados ao sistema global de gestão da empresa, possibilitando que usuários deleguem aos gestores de segurança algumas responsabilidades.

E você utiliza quais práticas de segurança e saúde do trabalho? Já buscou algum tipo de certificação? Deixe seus comentários abaixo e compartilhe sua experiência conosco!

Teste grátis a ferramenta para gestão da qualidade Qualyteam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *