Diagrama de Espinha de Peixe, ou Ishikawa

O Leandro Borges, da Luz Planilhas, fez um ótimo artigo sobre o diagrama de Espinha de Peixe. Confira:

O que é: Diagrama de Causa e Efeito, Diagrama de Ishikawa, Diagrama Espinha de peixe ou diagrama 6M, são os nomes dados ao diagrama elaborado pelo engenheiro químico Kaoru Ishikawa em 1943, que se propõe a representar graficamente os processos de um projeto para facilitar o gerenciamento e o Controle de Qualidade.

Por que fazer: Com ele, é possível maior eficiência na detecção de problemas da empresa e melhor condição de agir sobre eles. Na estrutura do Diagrama de Causa e efeito, as causas possíveis de um problema recebem seis tipos diferentes de classificação de forma hierarquizada. É uma das mais importantes ferramentas de gestão existentes.

Componentes do Diagrama de Espinha de Peixe

As causas podem ser provenientes dos seguintes componentes:

  1. Método
  2. Matéria-prima
  3. Mão-de-obra
  4. Máquinas
  5. Medição
  6. Meio ambiente

Com esses 6Ms, é possível ter um panorama sobre os diferentes causadores de uma desarmonia em um processo e então, pode-se agir de forma isolada ou coletiva, partindo do ponto onde houve a identificação do problema. Isso é muito eficaz para poupar custos e tempo, bem como traçar um mapa preciso sobre efeitos de cada problema sobre a qualidade dos produtos e, as ações tomadas.

Em grande parte, esse tipo de diagrama é elaborado por toda a equipe de agentes que compõem um determinado processo, tendo como base um estudo de cada variação reportada por cada responsável de cada setor.

 


UMA SELEÇÃO DAS MELHORES FERRAMENTAS DE GESTÃO SEGUNDO ESPECIALISTAS


 

Como elaborar um Diagrama de Causa e Efeito

Para elaborar um Diagrama de Causa e Efeito, alguns passos devem ser dados:

  1. Sem usar palavras vagas ou abstratas, aponte no diagrama o problema a ser analisado, juntando informações de forma mais completa possível;
  2. Junte uma equipe que possa ajudar a montar o diagrama e informe-a dos dados pertinentes ao problema específico no intuito de iniciar uma sessão de brainstorming;
  3. Coloque as informações de maneira ordenada e resumida, detectando as que forem dispensáveis no processo;
  4. Desenhe o diagrama tendo como base os componentes referentes aos 6Ms já mencionados.

O que deve constar em um Diagrama de Causa e Efeito

O padrão do diagrama é composto pela estrutura a seguir:

  • Cabeçalho: com o título, autores e a data de elaboração;
  • Efeito: contendo o indicador de qualidade e o problema que será investigado, geralmente no lado direito da folha;
  • O Eixo Central: em forma de flecha horizontal apontando para o Efeito, ocupando o centro da folha;
  • Categoria: indicando o conjunto de fatores de maior relevância que tenham relação com o efeito. Devem partir do eixo central e ser inclinadas;
  • Causa: descrita de forma categorizada para analisar-se a possível influencia que exerce sobre um efeito; as flechas são desenhadas em forma de linhas horizontais apontando para a flecha da categoria;
  • Sub-causa: potencial desencadeadora da causa.

Com essa ferramenta, pode-se montar um modelo de planilha ou formar-se de maneira muito clara, um competente gráfico para que se identifique e resolva problemas, guardando como referência para futuras ações.

Que tal aplicar o Diagrama de Ishikawa para identificar os problemas em sua empresa? A LUZ.vc desenvolveu uma Planilha de Causa e Efeito voltada especialmente para aplicar essa solução em sua empresa! Adquira já e aprimore seu negócio cada vez mais!

 

Espinha de peixe como parte do PDCA

Quem já utiliza o software TeamTOOLS sabe que o diagrama de Ishikawa está disponível dentro do ciclo PDCA, junto com outras ferramentas de análise de causa. Conheça o TeamTOOLS em: www.qualyteam.com.br/tools

Teste grátis a ferramenta para gestão da qualidade Qualyteam

4 comentários sobre “Diagrama de Espinha de Peixe, ou Ishikawa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *